Projetos

Projetos em execução na Universidade Federal do Triângulo Mineiro, no campo da mídia-educação:

1. Cidadania hídrica e mídia-educação no Ensino Médio: usando produção de conteúdo digital multimodal para engajar criativamente o jovem em questões de gestão das águas

dsc_0025

Equipe:

Alexandra Bujokas de Siqueira  (coordenadora)

Ana Paula Ferreira Sebastião

Danilo Seithi Kato

Danilo Rothberg

Liane Magali Preuss

Lizandra Calife Soares

Martha Maria Prata Linhares

Natalia Aparecida Morato Fernandes

Ricardo Vicente Ferreira

Stephanne Ribeiro Pinheiro

Resumo: O projeto usa conceitos-chave e técnicas pedagógicas próprios da mídia-educação em diálogo com a chamada “cidadania hídrica”: a oportunidade de acessar e produzir informações relevantes sobre a gestão e uso da água, a fim de refletir sobre demandas, controvérsias e conflitos envolvendo este aspecto da vida, em suas esferas biológica, política e cultural, a partir da experiência local e do cotidiano dos aprendizes. As atividades de ensino e aprendizagem propostas usam as linguagens artística e midiática para mobilizar reflexões, conceitos científicos, legislação e formas de participação política na condução de questões relacionadas ao uso da água. Os materiais a serem produzidos têm como público-alvo alunos do Ensino Médio, e orientam a criação de intervenções de caráter artístico na escola e na comunidade, complementadas pela produção de conteúdo digital que explique e expanda a proposta da intervenção. O material é composto por um guia do professor em formato brochura, impresso e em arquivo PDF, vídeos tutoriais e fichas de atividades fotocopiáveis para os estudantes, complementados por um site com referências sobre movimentos artísticos, conceitos científicos e legislação referente ao uso da água no Brasil.

Natureza: extensão

Situação: em andamento

Financiamento: Agência Nacional das Águas /Capes (Projeto Água)

Site: http://cidadaniahidricaemidiaeducacao.wordpress.com/

 

2. Mídia-educação para a sustentabilidade: usando ferramentas web 2.0 para produzir conteúdo engajado no bio-bairro

Jpeg

Equipe:

Profa. Dra. Natália Morato Fernandes – coordenadora

Professora Dra. Alexandra Bujokas de Siqueira – coordenadora de oficinas

Professora Dra. Martha Maria Prata-Linhares

Professor Dr. Fábio César da Fonseca

Professor Dr. Danilo Rothber (Unesp, campus de Bauru)

Professor Dr. Andrea Berardi – colaborador da Open University inglesa

Resumo: Trata-se de um conjunto de três oficinas de 40 horas cada para desenvolver com estudantes e professores do Ensino Médio uma ação educativa de médio prazo que os habilite a prospectar problemas de caráter ambiental que afetam suas vidas no bairro onde moram e estudam, investigar soluções para esses problemas, localizar esferas do poder público responsáveis pela execução das soluções e encaminhar pedidos e relatórios para os órgãos responsáveis ou encontrar soluções próprias da comunidade. Os objetivos são: 1. Aprender a produzir conteúdo multimodal (texto, foto, áudio, vídeo e hipertexto) para registrar problemas ambientais prospectados, organizar informações pertinentes para o enfrentamento dos problemas e se comunicar com os públicos pertinentes para o encaminhamento das soluções; 2. Aprender a criar peças de comunicação que divulguem as ações para a comunidade; 3. Aprender a usar metodologias para recolher dados sobre o impacto das ações realizadas. As oficinas são ministradas no Laboratório de Mídia-educação da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, instância pertencente ao Centro de Educação a Distância e Aprendizagem com Tecnologias da Informação e Comunicação. Os conteúdos produzidos pelos participantes serão postados no site Redeci, mantido em servidor custeado pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro, como contrapartida institucional. O projeto é desenvolvido em colaboração com o professore Andrea Berardi, ecólogo e docente da Open University inglesa.

Natureza: extensão

Situação: concluído

Financiamento: Capes (Programa Novos Talentos)

Site: http://oficinasnovostalentosuftm.wordpress.com/

 

3. Mídia-educação no Ensino Médio: integrando leitura e produção de conteúdo digital multimídia à área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

Jpeg

Professora Dra. Alexandra Bujokas de Siqueira – coordenadora

Professora Dra. Natália Morato Fernandes

Professora Dra. Martha Maria Prata-Linhares

Professor Dr. Fábio César da Fonseca

Resumo: Propõe-se adaptar materiais e práticas pedagógicas de mídia-educação desenvolvidos e testados em projeto de pesquisa para a realidade de salas de aula de escolas públicas do Ensino Médio, dentro da área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. A mídia-educação é uma área interdisciplinar do conhecimento, que tem como objetivo fazer da cultura midiática um objeto de estudo. A conhecer os meios de comunicação “por dentro”, o que inclui investigar linguagens típicas, comportamento da audiência, valores e práticas instituídos e representações hegemônicas, o aprendiz se “empodera” com conhecimento relevante para ser usuário crítico e autônomo dessa esfera da cultura. A experiência realizada em projeto de pesquisa mostrou que a maioria dos alunos faz uso de Facebook e MSN, usa motores de busca para fazer pesquisa mas, raramente produz e publica conteúdo original, e desconhece muitas das ferramentas web 2.0 que facilitam a produção de informação. A mídia-educação parece ser abordagem produtiva para levar o estudante além da sua zona de conforto no uso da internet, e desenvolver habilidades de leitura e escrita, usando ferramentas diversas. Trata-se de instrumento útil para ensinar o jovem a exercitar seu direito à liberdade de expressão no ciberespaço, entendendo esse direito não como “poder falar o que quiser”, mas sim como a aquisição de conhecimentos para receber e emitir informações livres de barreiras. As atividades obtêm engajamento dos estudantes na aprendizagem da língua, na discussão de temas socialmente relevantes, no desenvolvimento da criatividade e da análise crítica da cultura midiática. Esses são aspectos positivos que endossam a relevância de uma proposta mais ampla e institucionalizada da promoção da mídia-educação nas escolas. A presente proposta pretende desenvolver um passo-a-passo para promover essa integração, desenhando e testando um novo componente curricular.

Natureza: pesquisa

Situação: concluído

Financiamento: Fapemig e Capes (Pesquisa em Educação Básica)

Site: https://portuguesemidianoensinomedio.wordpress.com/

 

4.Media literacy no Ensino Médio: Desenvolvendo habilidades de acesso, avaliação e produção de conteúdo digital com alunos e professores

redeci-2

O projeto consiste num pequeno laboratório multimídia para promover oficinas de mídia-educação para alunos e professores do Ensino Médio, dentro da área de Códigos, Linguagens e suas Tecnologias. Os objetivos são investigar, de modo comparativo, como professores e alunos aprendem sobre mídia, quais são as semelhanças e diferenças na performance dos dois grupos e quais são os métodos de trabalho mais adequados para promover a “literacia em mídia”, considerando as características da escola pública brasileira e os paradigmas internacionais de media literacy. A metodologia consiste na aplicação de atividades focando seis técnicas como análise textual multimodal, estudo do contexto, análise de conteúdo e produção. A hipótese é a de que o foco nas atividades de preparação para usar as mídias é um caminho mais produtivo para desenvolver habilidades de leitura crítica, estimular o desenvolvimento da linguagem de um modo geral e promover o aprendizado colaborativo, numa abordagem social.

Natureza: pesquisa

Finaciamento: CNPq

2. Mapeamento de Serviços Públicos Locais para Celular e Internet: Unindo Inclusão Digital, Aprendizagem da Língua e Exercício da Cidadania em Atividades Extracurriculares”

O projeto tem como público os alunos e os professores do Esnino Médio e pretende desenvolver e testar uma proposta de trabalho focada no uso de ferramentas web 2.0 para mapear serviços públicos disponíveis aos jovens em Uberaba, particularmente nas áreas de saúde, educação e cultura.

A metodologia consiste em promover oficinas de produção de conteúdo multimídia digital focado no exercício das chamadas “novas cidadanias”: direito à informação, liberdade de expressão, exercício da identidade cultural.

A hipótese é a de que o uso de ferramentas de compartilhamento de conteúdo socialmente relevante facilita o engajamento e a participação dos jovens em questões de caráter político,  na perspectiva da democracia radical.

Palavras-chave: Mídia-educação; Media literacy; cultura digital; engajamento cívico; democracia radical.

Natureza: extensão

situação: concluído

Finaciamento: Capes (programa Novos Talentos)

Site: http://www.uftm.edu.br/redeci/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s